Odores vaginais

Contrariamente ao que se ouve dizer, quando as suas secreções vaginais têm um odor forte, isto não significa qualquer mau funcionamento ou falta de higiene corporal. Mas pode indicar a existência de uma patologia.

 

 

A que se devem os odores vaginais?

 

As secreções vaginais têm um odor natural que corresponde a uma flora vaginal equilibrada. Em caso de desequilíbrio do ecossistema vaginal, podem surgir odores não habituais, muito frequentemente devidos à proliferação de certas bactérias.
Por outro lado, um odor incomum é muitas vezes acompanhado por outros sintomas vaginais. .É, por isso, extremamente importante que se mantenha atenta e consulte um profissional de saúde, caso necessário.

 

 

Quais são os fatores de risco do desequilíbrio da flora vaginal?

 

  • Um excesso de higiene íntima, ou uma higiene íntima não adequada, e a realização de duches vaginais;
  • Variações hormonais (associadas à gravidez, pílula contracetiva, dispositivo intrauterino, menopausa);
  • O consumo de tabaco;
  • A utilização de antibióticos e antisséticos.
  • O uso de roupas muito justas.

 

 

Os odores vaginais incomuns são sinais da existência de alguma doença ou patologia?

 

Sim. Podem ser sinal de uma vaginose bacteriana. Esta deve-se a um desequilíbrio da flora microbiana da vagina. Uma flora vaginal de boa saúde é a principal defesa natural da vagina contra infeções vulvovaginais. Ela é principalmente constituída por “bactérias amigáveis” denominadas lactobacilos. Quando o número destas bactérias é reduzido, a flora vaginal fica desequilibrada e, por isso, mais sensível A desenvolver patologias.

 

 

Como resolver os maus odores?

 

Identificando a sua causa e fazendo um tratamento. Para o fazer, deverá consultar o seu ginecologista. Se possível, evite usar pensos higiénicos perfumados e desodorizantes íntimos que por vezes contêm agentes agressivos para a zona vaginal e poderão intensificar o problema.

 

 

Como tratar então este problema?

 

Tratando a sua causa, a vaginose bacteriana. Para o fazer, consulte um médico que lhe prescreverá um tratamento adequado (antibiótico com 5-nitroimidazole) e provavelmente, como complemento, probióticos vaginais para reequilibrar a flora vaginal.

Dr. Gilles Brami

Ce site utilise des cookies pour vous offrir le meilleur service. En poursuivant votre navigation, vous acceptez l'utilisation des cookies.