Corrimento vaginal branco

O corrimento vaginal espesso de cor branca, também denominado leucorreia, é uma secreção vaginal fisiológica sem sangramento que ocorre na mulher. Na verdade, consiste numa mistura de fluidos (habitualmente de cor branca) que escorrem pontualmente da sua vagina. O seu aparecimento é totalmente natural.

 

 

Porque temos corrimento vaginal branco?

 

As razões do corrimento vaginal branco nas mulheres são bastante numerosas. No decurso do ciclo normal, surge geralmente entre os períodos da menstruação e da ovulação. No momento da gravidez, este corrimento é mais abundante e espesso. O fluxo destas secreções varia de uma mulher para outra. Pode ser ligeiro ou abundante. Se tiver qualquer corrimento fora do comum (aspeto, cor, odor) deverá consultar um ginecologista.

A sua função principal é o de limpar, eliminando as células mortas e resíduos de origem microbiana e lubrificar a vagina. Durante o período fértilfacilita a movimentação dos espermatozoides até aoútero e e permitir a fecundação do óvulo.

 

 

E se o corrimento tiver mau odor, o que significa?

 

Pode acontecer que o corrimento vaginal branco tenha mau odor. Tal pode dever-se a um desequilíbrio da flora íntima. Vários fatores de risco podem estar na causa do mesmo:

  •  Um excesso de higiene íntima, ou uma higiene íntima não adequada, e a realização de duches vaginais;
  • Variações hormonais (associadas à gravidez, pilula contracetiva, dispositivo intrauterino, menopausa);
  • O consumo de tabaco;
  • A utilização de antibióticos e antisséticos.
  • O uso de roupas muito justas.

 

 

É preciso consultar o médico em caso de corrimento vaginal branco?

 

Se o corrimento vaginal branco for anormal (p. ex. mais abundante do que o habitual, com mau odor) e/ou com alteração da cor (apresentar um aspeto acinzentado ou amarelado), é preferível consultar um médico.

 

 

Uma boa higiene íntima pode no caso de corrimento anormal?

 

Sim. Mas não é suficiente. Mais uma vez, em caso de qualquer corrimento fora do comum, é indispensável consultar o seu ginecologista. Só este poderá prescrever-lhe um tratamento adequado.

 

 

Quais são os cuidados complementares aos tratamentos recomendados?

 

Para além de uma boa higiene íntima, o tratamento com probióticos vaginais pode ajudar a reequilibrar a sua flora vaginal.

Dr. Gilles Brami

Ce site utilise des cookies pour vous offrir le meilleur service. En poursuivant votre navigation, vous acceptez l'utilisation des cookies.