Medigyne

    Cápsulas vaginais com probióticos para restabelecer e manter uma flora vaginal sã.

     

    Medigyne permite aliviar rapidamente o desconforto vaginal: cheiro desagradável, prurido, corrimento, anormal…

     

    Medigyne contém duas estirpes probióticas de lactobacilos patenteados. Estes 2 probióticos foram cuidadosamente selecionados e testados clinicamente. Ao produzirem ácido láctico, os lactobacilos estabilizam o pH fisiológico da vagina, reforçando desta forma os mecanismos das defesas naturais contra as infeções vaginais.

     

    Eficácia clinicamente demonstrada:

    • 80% das doentes apresentam uma diminuição dos sintomas em 8 dias (cheiro desagradável, prurido…)*
    • Cerca de 2/3 das doentes não apresentam recidivas de vaginose bacteriana 6 meses após 3 tratamentos de 10 dias com Médigyne**.

    Conselhos de utilização

    Fora do período de menstruação, colocar uma cápsula de Médigyne® no fundo da vagina todos os dias ao deitar durante 8 a 10 dias. Caso necessário, a utilização de Medigyne® pode ser prolongada. Sem hormonas, adequado para a mulher grávida.

     

    * Evaluation of the safety and efficacy of an investigation of EcoVag as treatment of patients diagnosed with bacterial vaginosis. Clinical report study. 01.06.2005. Estudo Clínico aberto com 25 pacientes de 18 a 70 anos de idade, tratadas durante 8 dias com uma cápsula intravaginal ao deitar, a partir do primeiro dia a seguir à menstruação.
    ** Larsson P-G, et al. Human lactobacilli as supplementation of clindamycin to patients with bacterial vaginosis reduce the recurrence rate; a 6-month, double-blind, randomized, placebo-controlled study. BMC Women’s Health 2008,8 :3. Estudo prospetivo, monocêntrico, randomizado em duplo cego, realizado em 100 mulheres de 18 anos e mais, com uma vaginose bacteriana sintomática, distribuídas em 2 grupos de 50, tratadas com clindamicina creme durante 7 dias, em seguida, durante 10 dias ou até à ocorrência da menstruação, para o primeiro grupo, por 1 cápsula/dia, de uma associação de lactobacilos (L. rhamnosus + L. gasseri) e, para o segundo grupo, por 1 cápsula/dia de placebo durante 3 ciclos sucessivos.> Auto-colheita vaginal pré-menstrual durante 6 meses.> Visita a 6 meses ou seja, 4 meses após o último tratamento com placebo ou probióticos. Resultado: Percentagem de ausência de recidiva com Médigyne: : 64,9% (n=24/37) Percentagem de ausência de recidiva com placebo: 46,2% (n=18/39). p=0,06.

    Medigyne pode escorrer para fora?

    Não foi registada qualquer queixa nesse sentido.
    Além disso, realizamos um teste a nível interno e nenhuma participante no teste indicou problemas desse tipo.

    A mulher grávida pode utilizar Médigyne ?

    Como todos os probióticos, Médigyne pode ser receitado à mulher grávida. O folheto indica: “Se estiver grávida ou se encara a possibilidade de ficar grávida, consulte o seu médico antes de utilizar Médigyne” para que as mulheres não tentem tratar sem controlo médico uma vaginose, que pode ter consequências graves se estiverem grávidas.

    Medigyne é compatível com os preservativos?

    Sim. Médigyne é compatível com os preservativos.

    Este produto ainda não foi revisto
    • Coordonnées

    • Avis

    flore-vaginale

    Flora íntima

    Uma flora vaginal equilibrada é a principal arma natural de defesa do corpo contra as infeções urogenitais. A vagina, como qualquer órgão, possui a sua própria flora, constituída de numerosas bactérias, entre as quais um tipo específico denominado lactobacilo, autêntica “torre de controlo” das defesas da vagina.

    > Ler mais