Prurido vaginal

Todas as mulheres, em qualquer fase da sua vida, têm prurido vaginal.Geralmente está associado a uma micose (relacionada com a proliferação de um fungo microscópico), mas o prurido vaginal pode ter outras causas como certas infeções vulvovaginais (p. ex. vulvite, vulvovaginite), doenças da pele (psoríase), etc.
Podem também fazer-se acompanhar de sensação de queimadura ou de outra dor local. Por outro lado, dependendo da causa do prurido, poderão surgir outros sintomas noutras partes do corpo.

A existência de numerosas causas leva a que, para estabelecer um diagnóstico preciso, seja importante consultar o médico.

 

Como tratar o prurido vaginal?

 

Em função da causa do seu prurido vaginal, o seu médico poderá aconselhar-lhe produtos adequados ao seu tratamento (como agentes anti-infeciosos ou um creme dermatológico). recomenda-se a utilização de produtos de higiene íntima específicos com um efeito calmante juntamente com o seu tratamento.

 

Como prevenir o prurido vaginal?

 

Trata-se antes de mais de evitar as reincidências e adotar boas práticas. O primeiro consiste em utilizar produtos de higiene íntima adequados. Em todo o caso, é imperativo pedir a opinião de um profissional de saúde. Com efeito, o prurido vaginal pode não ser forçosamente devido a uma micose. Daí a importância de consultar um médico. Só este poderá prescrever-lhe um tratamento farmacológico adequado à sua patologia.

Ce site utilise des cookies pour vous offrir le meilleur service. En poursuivant votre navigation, vous acceptez l'utilisation des cookies.